quarta-feira, 26 de novembro de 2014

O AMOR SURGIU AOS POUCOS Capitulo 2

Demi em seu quarto: Estou apaixonada por meu marido e ele nem me toca, sou tão feia assim que ele não me deseja?
Joe: Terei que ir hoje lá dar uma de marido presente.
Quando Joe entra nos aposentos da esposa, a vê dormindo na ponta da cama, bem afastada de onde ele dormia.
Joe: Bom se ela ta dormindo, não preciso fazer nada, ate por que já bastou ter sido obrigado a tocar nessa moça na noite de núpcias, foi o pior dia da minha vida.
Ele se deita de costas para Demi e dorme, não imaginando que ela estava acordada, fingindo que dormia, mas na verdade chorava.
No dia seguinte ao acordar, Joe nota que a esposa não estava mais deitada.
Joe: Ela sempre dorme ate mais tarde, isso é estranho.
Ele nota que só vê sua esposa na hora em que servem as refeições, mas como a duquesa sempre estava por perto com o marido, não da muita bola.
Selena: Ele espera que sua esposa esteja no trono ao lado dele.
Demi: Ele tem Blanda, ela é quem ele realmente ama.
Selena: Mas a rainha é você, não ela.
Demi: Só ate ele achar um jeito de se separar de mim para casar com ela.
Blanda: Joseph, como senti saudades de você, é horrível não pode te beijar.
Joe: Não podemos ficar sozinhos aqui, podem já pensar em maledicências, venha ate a sala do trono.
Blanda: Poderemos ficar sozinhos lá?
Joe: Não. Terá vários súditos, mas você pode pedir algo, desde que não provoque falatórios.
Blanda: Eu quero o rei!
Joe: Ainda ficaremos juntos duquesa, é uma promessa.
Assim que ela sai, vai em direção ao marido.
Wilmer: Demorou!
Blanda: Estava com o idiota do rei, ele acha que o amo, coitado.
Wilmer ri: Você não presta!
Blanda: Nem você queridinho, a ideia de o seduzir foi sua.
Wilmer: Eu sei, e o idiota acha que nos casamos alguns dias antes dele se casar, tenho tanta pena dele.
Blanda: Do mesmo modo que tem dos cervos que mata por pura diversão.
Ele ri mais ainda e abraça a esposa.
Wilmer: Vamos sair daqui!
Algumas semanas depois Joe estava revoltado com todos pois Blanda havia ido para o interior com o marido e ele mesmo desejoso, não tocava na esposa pois somente Blanda o deixava satisfeito......pelo menos era o que ele pensava.
Naquela noite ele se aproxima de Demi, ela sorri imaginando que finalmente o marido a queria, mas quando estava quase atingindo o ápice, Joe para e vai em direção ao banheiro do quarto e se tranca lá.
Demi: Ele não me deseja, sou a pior esposa do mundo, não sei provocar desejo em meu marido.
Ela se enrola em seu roupão e sai do quarto, quando sente que Joe poderia ouvir seus soluços.
Quando Joe volta para o quarto e encara a cama, leva um susto, o lado da esposa vazio e ele repara em uma pequena mancha no travesseiro.
Joe: Ela chorou? Demetria é uma ótima esposa, pena que eu já ame outra, senão ela podia me fazer feliz.
Depois desse dia, Demi fica passeando pelo castelo evitando ao máximo de ficar perto dos salões onde o marido se reunia com os conselheiros e demais homens da aristocracia, não queria encarar o marido depois da terrível noite, para tanto ela já não dormia no mesmo quarto que ele.
Joe: Alguém sabe onde minha esposa se encontra?
XXX: Não vossa majestade, mas ela deve estar com a sua dama de companhia.
Joe: Podem por favor avisar a ela que a quero no almoço comigo?
XXX: Sim, irei agora mesmo a procurar, com licença!
Selena: Ele não te procura mais?
Demi: Não, por que eu mudei de quarto, se pelo menos ele fosse ate o fim, mas sempre para antes, parece que me tocar causa alergia nele.
Selena: Não fique assim Demi, tudo ira dar certo, ainda mais agora que sua rival esta fora da cidade.
Demi: Mas esta no coração do meu marido, ele quase não me toca... eu não desperto nem desejo nele.
XXX: Com licença majestade, o seu marido deseja a sua presença na sala do trono.
Demi: A mim? Que estranho.
Selena: Eu não falei?
Demi: Venha comigo Selena, não quero ficar lá sozinha.
E os dias correm lentamente, Joe tocava em sua esposa apenas uma vez por semana, e jamais chegava ate o final.
Um dia ele recebe um telegrama de Blanda, cancelando o encontro que teriam no dia seguinte.
“meu querido, meu marido adoeceu aqui em nossa fazenda, terei que ser uma boa esposa e ficar ao lado dele, o medico mandou Wilmer ficar no descanso absoluto, então sobrou para mim tomar conta de tudo.
Estou chateada de não poder ir para nosso encontro, mas se eu deixar ele aqui, as pessoas podem falar, e não quero ser mal falada. Mil perdões meu amor, da sua duquesa”.
Joe: MAS QUE DROGA!
Demi que se arrumava do lado, leva um susto.
Demi: Algum problema?
Joe a olha raivoso: Vários, e nenhum é da sua conta!
Demi se levanta: Me desculpa se apenas quis te ajudar.
Ela sai do quarto e deixa Joe desconsertado.
Joe: O que foi isso? Ah esquece.
Ele queima o papel e sai do quarto.
Joe: Preparem meu cavalo, preciso relaxar.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------
voces tambem estao com pena da Demi ne? acho que vai começar os xingamentos contra Wilmer e Blanda hehehe
bjemi

6 comentários:

  1. Tainha da Demi . Joe tem que quebrar a cara logo e correr pedir perdao pra Demi. Estou viciada na sua fic. Posta Logo. <3

    ResponderExcluir
  2. Posta logo ta bom demais

    ResponderExcluir
  3. EU TO COM UMA PENINHA DA DEMI :'(
    CONTNUE

    ResponderExcluir
  4. AAAAAAA QUE RAIVA DO WILMER E DA BLANDA!!! ESSES CAFAJESTES !!!! POSTA LOGOOO PLEASEEE

    ResponderExcluir
  5. Que emoção..joe ainda vai beijar nos pés da Demi u.u kkk
    Posta logoo Ta perfeiro
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. CADÊ? CADÊ??
    QUERO MAAAAIS...
    Meu Deus. Adorei..
    Demais...
    <3
    Wilmer e Blanda são uns....PILANTRAS..u.u
    shuahsuhauhsus
    Coitada da Demi..:'(
    Poooostaaa
    Beijones

    ResponderExcluir