segunda-feira, 28 de março de 2016

Nobre Amor Capitulo 13

Demi se vira e fica o encarando.
-O que foi?
-Por que faz isso?
-Isso o que Demi?
-Me confunde.
-Hein?
-Alguns dias me trata friamente e em outros...
-Sou assim, mas estou me esforçando pra te tratar bem.
-Eu sei.
Ele passa os dedos pelo rosto da esposa e ela sorri timidamente.
-Posso retribuir?
-Retribuir?
Demi se aproxima do marido e roça os lábios nos dele, isso causa mais desejo em Joe que a puxa pro seu colo e aprofunda o beijo, ficando totalmente excitado, claro que ela percebe, mas não entende o que acontece no quadril do marido.
-Demi...
-O que é que...
-Shiii.
Joe afunda o rosto no pescoço dela, inalando o perfume natural da esposa.
-Você cheira muito bem.
-Joee.-Demi geme se agarrando nele que sorri e morde de leve a orelha dela.-Não faz isso.
-Fazer o que?
-Isso.
Ele ri e a abraça.
Enquanto ficam embaixo da enorme arvore trocando carinhos, não percebem que de uma das janelas, alguém os observava com rancor.
-Pelo visto o duque esta se apaixonando pela esposa.
-CALA A BOCA ISABELITTA!
-Que bicho te mordeu? Devia esta feliz dele estar se entendendo com a esposa.
-POIS ELE É MEU!
-Faz tempo que ele não te procura, sempre soube que esse dia chegaria, que nosso patrão iria encontrar o amor.
-SAIA DAQUI!
Isabelitta sai rindo deixando Ashley ainda mais furiosa.
-O que tenho que fazer pra acabar com essa sem graça? Pense Ashley, pense!
-Chega, vamos entrar, preciso ver essa sua costela.
-Tudo bem.
Eles entram abraçados e ao pé da escada, ela grita de susto quando Joe a pega no colo.
-O que houve?
-Nada Ashley.
Demi esconde a cabeça no pescoço do marido, morrendo de vergonha dos outros verem a situação em que ela se encontra.
-Pode voltar ao seus afazeres senhorita Greene.
-Sim Sir.
Joe coloca a esposa no chão próximo a cama e desfaz os laços do vestido dela, retirando logo em seguida.
-Vem.-Estende as mãos que Demi pega de bom agrado e sai do monte de tecidos no chão.-Agora cama.
Ele a pega novamente e a deita cuidadosamente na cama.
-Vamos ver os machucados.
-Não precisa.
-Não comece.
-O que eu fiz?
-Irei ver a costela.
-Mas eu...
Ele ergue a camisola dela ate a barriga e Demi cruza as pernas, pois não usa nada por baixo, Joe entende e evita olhar pra baixo, fixando o olhar no enorme roxo na cintura dela.
-Vou pegar o remédio que o medico receitou, se cobre.
-Sim.
Demi não consegue ficar parada mas assim que se levanta, volta a deitar, dessa vez chorando de dor pela fisgada que sente.
-O que houve?
-Fui levantar.
-Demetria, já falei pra não fazer isso.
-Não brigue comigo.
-Não esta bem e fica fazendo esforços.
-Foi sem pensar.
-O que farei com você?
-Não ficar parecendo meu pai.
-Já deixei claro que não ajo como seu pai, especialmente hoje embaixo daquela amoreira.
Demi fica envergonhada e Joe sente o impulso de morder as bochechas coradas dela. E é o que ele faz.
-Isso dói.
-Foi irresistível, você fica muito fofa com vergonha.
-Não fiquei com vergonha.
-Ficou sim.
Demi cruza os braços brava e Joe gargalha dela.
-Não ria de mim.
-Chega de enrolar, vire-se para que eu passe o remédio.
-Eu posso passar.
-Não, anda logo ou eu te viro e acho que não irá gostar.
-Bruto!
-Sou sim, vai logo.
Ela se vira irritada de costas para o marido e ele ergue a camisola dela para em seguida passar o remédio.
Ashley entra no quarto e segura um grito de ódio ao ver Demi praticamente nua e Joe passando as mãos pelas costas da esposa.
-Algum problema Ashley?
Demi se assusta e tenta se cobrir, mas Joe segura seus braços.
-Não terminei ainda, quieta.
-Joseph.
-Fale logo o que você quer Ashley.
-Chegou um telegrama pro senhor.
-Ah sim, me entregue.
-Sim senhor.
-Me deixe levantar.
-Nem pensar.
-Mas....
Ele abre a carta e sorri.
-Que foi?
-Fomos convidados para uma festa.
-Festa?
-Sim, o rei da Inglaterra esta nos convidando para a festa de aniversario do primogênito.
-No palácio?
-Sim, será daqui 1 mês, se quiser posso te levar para algum ateliê.
-Acho que não é uma boa ideia.
-Por quê?
-Voce sabe o por que.
-Ninguém lá irá falar de você.
-Sei que irão, minha má fama ultrapassou os limites da Irlanda.
-Não é verdade.
-É sim, quantas vezes meu pai não recebeu cartas com negativas.
-Mas agora você é minha e ai de quem falar qualquer merda sobre você.
-Sua?
-Sim, minha, totalmente minha.
Joe a vira e se põe em cima dela.
-Somente minha.
Ele a beija e ao mesmo tempo agarra ela pela cintura que mesmo sentindo dor, prefere sentir os beijos de seu marido.
-Ah desculpa, esqueci.
-Ta...ta tudo bem.
-Melhor você descansar, tem pelo menos 1 mês pra estar inteira novamente.


ok, esse capitulo foi fofo demais na minha opiniao.
eles estao se gostando seriamente u.u

E NINGUEM ME DEU OVO DE PASCOA, OH MALDADE COM ESSA CHOCOLATRA AQUI
bjemi

5 comentários:

  1. LINDO LINDO LINDO ❤❤ QUANTA FOFURA 😍😍 POSTA LOGO, BJS

    ResponderExcluir
  2. Deviam ser todos os capítulos assim, só amor e nada de desgraças :)

    ResponderExcluir
  3. que lindooos kkkk
    adorei tudooo
    quero mais
    beijos

    ResponderExcluir